Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos diz que “pequenos tropeções” não tiram determinação a Portugal

  • 333

Mário Cruz / Lusa

No âmbito da celebração do Dia de Portugal, Pedro Passos Coelho dirige-se aos portugueses, num vídeo divulgado pelo canal de YouTube do PSD, definindo os últimos anos como “muito intensos”

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, enalteceu esta sexta feira o Dia de Portugal e das comunidades, declarando que os "pequenos tropeções" não tiram a "esperança e a determinação" em fazer do país uma referência mundial em várias áreas.

Num vídeo divulgado pelo canal de YouTube do PSD, e gravado na sede do partido esta sexta-feira, em Lisboa, Pedro Passos Coelho dirige-se aos portugueses no âmbito da celebração do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, vincando a "importância e significado maior" desta data, mais a mais num "mundo globalizado".

"De certa maneira procuramos reforçar os laços entre todos os portugueses que estão espalhados pelo mundo. É muito importante que este seja um dia a pensar na coesão do país mas a pensar também na abertura que queremos fazer ao mundo e na forma como queremos que o mundo nos olhe", sustenta o líder social-democrata e antigo primeiro-ministro.

Numa análise mais política e económica, Pedro Passos Coelho define os últimos anos como "muito intensos" e diz que foram ultrapassadas "dificuldades de grande relevo". "Conseguimos fazer o mais difícil, lançar as sementes para que o país possa ter mais esperança no futuro", sustenta.

Depois, o chefe social-democrata lembra a importância de mostrar a todos os que olham o país do exterior, nomeadamente eventuais investidores, que Portugal é "dinâmico, não se resigna".

"Isso implica sermos governados, termos também um sentido de reforma que honre os sacrifícios que fizemos e esteja ao nível das expetativas de quem no estrangeiro olha para Portugal", adverte todavia.

E concretiza: "Espero que a situação política no nosso país possa vir a ter um desfecho diferente daquele em que hoje somos capazes de acreditar. Queremos muito que possa existir uma solução política que valorize os esforços que fizemos e consiga mostrar Portugal naquilo que tem de melhor".

Passos Coelho frisa, contudo, que enquanto tal nova "solução política" não existir, Portugal "deve continuar a fazer valer" aquilo que de melhor tem, "os portugueses".

O presidente social-democrata destaca no vídeo - com aproximadamente quatro minutos - áreas como a investigação científica, o sistema de saúde e a esperança média de vida para definir Portugal como uma referência internacional em várias áreas.

Apesar dos "pequenos tropeções, das pequenas coisas que podem não correr bem no dia-a-dia", urge manter intacta a "esperança e determinação" para potenciar o país também em áreas como a economia e outras vertentes sociais, analisa o antigo chefe do Governo do executivo PSD/CDS-PP.

"Precisamos de ser uma referência também para aqueles que querem investir em Portugal, reconhecer esta qualidade do que é português", diz, numa mensagem dirigida aos portugueses espalhados por todo o mundo.