Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Estado está a contratar mas só a prazo

  • 333

Marcos Borga

Neste momento, o Estado tem cerca 75.800 pessoas a termo. Das 5400 contratadas no último ano, mais de 4500 têm contratos a prazo

Os contratos a prazo dominaram por completo o emprego criado durante o primeiro trimestre do ano do Governo de António Costa. de acordo com o “Jornal de Negócios” desta terça-feira, e tal como o Expresso já tinha noticiado na sua edição impressa do último sábado.

Em termos líquidos, o Estado passou a ter – contratou - mais 3731 funcionários nos três primeiros meses do ano. Mas estes são funcionários com contratos a prazo. Ao todo, o Estado, entre janeiro e março, contratou 4167 pessoas a termo e mais 199 em comissão de serviço ou mandato. Ainda durante o mesmo período, passou a haver menos 635 empregos permanentes, revela o “Negócios”.

Estes números são da Direcção-Geral da Administração e do Emprego Público, que atribui o aumento do número de empregados no primeiro trimestre aos "novos contratos a termo de médicos e enfermeiros", tal como de professores. O ministério das Finanças não quis comentar estes dados, conta o matutino.

Neste momento, o Estado tem cerca 75.800 pessoas a termo. Das 5400 contratadas no último ano, mais de 4500 têm contratos a prazo.