Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Centeno quer acabar com nomeações por substituição para não viciar concursos

  • 333

Ministro das Finanças diz que Governo vai mudar regras da Cresap e que concursos para altos dirigentes na função pública devem ser mais transparentes

Helena Pereira

Helena Pereira

Editora de Política

O ministro das Finanças, Mário Centeno, defendeu esta terça-feira que quer acabar com nomeações por substituição para altos cargos da função pública para não viciar concursos da Cresap (Comissão de Recrutamento e Seleção na Administração Pública).

Na audição na comissão parlamentar de Trabalho, Centeno afirmou que o Governo está a estudar novas regras para que os concursos para altos dirigentes na função pública sejam mais transparentes. A posição do ministro foi transmitida na sequência de uma pergunta do BE que citou a ex-ministra das Finanças do PSD Manuela Ferreira Leite que dissera, em abril, que a Cresap era "uma fantochada". "Tendo a concordar com a leitura que faz, a de que pode haver uma má utilização da Cresap", respondeu a deputada do BE Joana Mortágua.

"Com as nomeações em regime de substituição a serem a regra, depois estas pessoas têm no concurso uma vantagem enormíssima e torna-se um facto consumado", criticou Centeno.

Enquanto estuda novas regras, este Governo já nomeou em regime de substituição centenas de pessoas, como o Expresso já noticiou.