Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

António Costa insiste: “Não há plano B”

  • 333

Tiago Miranda

Na abertura do debate quinzenal, Assunção Cristas questionou o primeiro-ministro sobre a “ideia da austeridade à la esquerda”, acusando o Governo de aumentar os impostos. Em resposta, António Costa garantiu que não existe nenhum plano B, nem está previsto nenhuma subida da carga fiscal

O primeiro-ministro reafirmou esta sexta-feira no Parlamento que não existe nenhum plano alternativo, sublinhando que a execução orçamental não leva a crer que sejam necessárias medidas adicionais.

“Não há um plano B. A execução orçamental deixa-nos suficientemente confortáveis que não nos leva a prever a adoção de qualquer medida adicional”, assegurou António Costa, no debate quinzenal, em resposta à líder do CDS, que acusou o chefe do Governo de enganar os portugueses ao dizer que não aumentou os impostos, apontando ainda para a mexidas no imposto sobre os combustíveis.

“O senhor primeiro-ministro disse que não aumentou o IVA. É falso. Nos combustíveis também é inadmissível, como fazer os portugueses pagarem mais impostos além daqueles qie já tinham sido aplicados ao longo de 3 meses? (...) Escusa de jogar às escondidas, pode explicar perante os deputados Catarina Martins e Jerónimo de Sousa esta ideia da austeridade à la esquerda”, questionou Assunção Cristas.

Costa lembrou que o preço dos combustíveis ainda estava mais alto no ano passado, frisando que o compromisso do Executivo é proceder à revisão trimestral dos preços. “Há um ano quando a senhora estava no Governo o gasóleo custava mais 6 cêntimos. O que este Governo fez é o que tem sempre feito: cumprir aquilo que prometeu”.

O primeiro-ministro garantiu ainda que o Orçamento do Estado para este ano não prevê a reforma do IMI, incluindo apenas uma proposta do PCP que passa pela redução da taxa máxima do IMI e outra proposta do PS relativa à reintrodução de uma cláusula de salvaguarda para que nenhuma família possa pagar mais do que possa suportar.

  • Em direto do Parlamento: Cristas desafia Costa para rever semanal do imposto sobre combustíveis

    Hoje é dia de debate quinzenal no Parlamento. As questões económicas, como por exemplo o preço dos combustíveis, as exportações e o desemprego dominam a discussão entre a oposição e o primeiro-ministro, numa semana que ficou marcada pelas críticas do PSD e CDS à decisão sobre os contratos de associação com as escolas privadas. Minuto a minuto SIC / Parlamento Global, direto vídeo SIC Notícias