Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa acusa Passos de ver sindicatos como "organizações criminosas"

  • 333

José Carlos Carvalho

Primeiro-ministro desdramatiza divergência com Presidente sobre colégios privados e acusa Passos de "diabolizar" sindicatos

Helena Pereira

Helena Pereira

Editora de Política

"O Presidente da República é um órgão de soberania. Não é a rainha. Era o que faltava que o Governo se sentisse incomodado", afirmou esta noite à SIC o primeiro-ministro, comentando a conversa que terá quinta-feira com Marcelo Rebelo de Sousa, depois de este já ter apelado a convergências entre "setor público e privado" no caso da polémica dos contratos de associação do Ministério da Educação com 79 colégios privados.

António Costa acusou ainda o líder do PSD, Pedro Passos Coelho, de ter tido afirmações que "não são próprias de um Estado democrático", ao "diabolizar os sindicatos como se fossem organizações criminosas".

Durante a entrevista, o primeiro-ministro considerou que tem havido "muito ruído e pouco esclarecimento" sobre a redução dos contratos de associação e garantiu que o Governo "vai cumprir escrupulosamente" os atuais contratos que duram até 2018.

"Trata-se estritamente de uma boa gestão de dinheiros públicos. Não estamos a discutir a liberdade de escolha ou o ensino público e o ensino privado", afirmou Costa, corrigindo assim o discurso que alguns setores da própria esquerda estão a fazer na discussão pública desta matéria.