Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Sócrates disse “sim” e Passos “não” ao convite de Costa para inaugurar o túnel do Marão

  • 333

Juntos noutro tempo e noutros cargos, em 2009

Cerimónia de inauguração da obra lançada em 2008 pelo então chefe do Governo, José Sócrates, decorre este sábado

O antigo primeiro-ministro José Sócrates vai estar presente este sábado na cerimónia de inauguração da Autoestrada do Marão - Túnel do Marão, obra que lançou em 2008, disse esta quinta-feira à agência Lusa fonte do Governo.

A mesma fonte referiu que o Governo convidou os dois antigos primeiros-ministros que tiveram uma intervenção direta no projeto do Túnel do Marão: José Sócrates aceitou o convite, enquanto Pedro Passos Coelho declinou por motivo de compromissos já assumidos.

A cerimónia oficial realiza-se no sábado à tarde e vai ser presidida pelo atual primeiro-ministro, António Costa.

Esta autoestrada, entre Vila Real e Amarante, foi lançada em 2008 pelo Governo socialista de José Sócrates, como uma parceria público-privada.

A obra arrancou em 2009. Na altura, José Sócrates salientou que a via iria "acabar com a ideia de que haverá pessoas para cá do Marão ou para lá do Marão", considerando tratar-se de uma "obra histórica que ligará Trás-os-Montes à rede de autoestradas do país" e que "marcará um antes e um depois".

Em 2011, pouco tempo depois de Passos Coelho tomar posse como primeiro-ministro, os trabalhos na autoestrada pararam em toda a extensão. O Governo PSD/CDS resgatou a obra dois anos depois, a empreitada foi concluída pela Infraestruturas de Portugal e abre ao trânsito às 00h de domingo.

A nova autoestrada era a maior obra pública em curso no país, teve um investimento global de 398 milhões de euros, dos quais 89 milhões de euros são financiamento comunitário, e o preço das portagens vai dos 1,95 euros para veículos de classe 1 para os 4,90 para veículos de classe 4.