Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Governo desvaloriza previsões da Comissão Europeia

  • 333

Alberto Frias

Em nota publicada no site do Governo, reagindo ao facto de a Comissão Europeia prever Portugal fique 0,5% acima do défice de 2,2% para 2016, o Ministério das Finanças reafirma-se confiante em atingir as metas fixadas

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Jornalista da secção Política

O Ministério de Mário Centeno está confiante de que conseguirá "cumprir as metas traçadas no Programa de Estabilidade através da rigorosa implementação das suas medidas de política económica". O ministro das Finanças reage assim, em nota publicada no site do Governo, às previsões de primavera da Comissão Europeia (CE), conhecidas esta manhã.

A Comissão Europeia espera que o défice orçamental de Portugal seja de 2,7% este ano e para o próximo ano de 2,3%, números mais pessimistas do que os que constam do Programa de Estabilidade. O documento, aprovado em Conselho de Ministros a 21 de abril, estima que o défice orçamental se fixe em 2,2% este ano e em 1,4% do PIB em 2017.

Para o Governo, porém, "a revisão das projeções da Comissão Europeia não justifica qualquer alteração aos objetivos definidos". O ministério de Mário Centeno prefere relevar "a forte revisão da estimativa para o défice em 2016, que passou de -3,4% nas previsões do inverno para -2.7% nestas previsões", já que, a confirmar-se, este número significará a saída do Procedimento de Défice Excessivo em 2016.