Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Finanças desconhecem existência de “milhões” aplicados por instituições públicas em offshores

  • 333

JERRY LAMPEN /EPA

O Secretário de Estado Adjunto do Tesouro e das Finanças diz não ter conhecimento da existência de aplicações de instituições públicas em offshores. Questionado sobre se o governo vai investigar esta situação, Ricardo Mourinho Félix responde: “estamos atentos obviamente”

O Secretário de Estado adjunto do Tesouro e das Finanças diz não ter conhecimento da existência de milhões de euros aplicados por empresas do Estado em praças financeiras offshore. "Não tenho conhecimento que existam aplicações desse tipo”, disse Mourinho Félix no final de uma reunião de Ministros das Finanças dos 28 (Ecofin), em Amesterdão, onde se discutiu o escândalo dos Panama Papers e ainda formas de combater a evasão fiscal.

Questionado ainda sobre se o Governo está já a investigar a existência deste tipo de aplicações, o Secretário de Estado adjunto do Tesouro e das Finanças diz que o governo está atento. “Estamos atentos, obviamente”, repetiu.

A questão sobre a existência de aplicações de instituições públicas em offshores foi levantada pelo Bloco de Esquerda que enviou uma série de perguntas ao ministério das Finanças. Como noticia este sábado o Expresso, o BE quer saber se estas aplicações existem mesmo, que tipo de aplicações são e que instituições e valores envolvem.

Sobre o pedido do Bloco de Esquerda, Mourinho Félix responde: “se for perguntado, e se não tiver conhecimento é isso que responderei, obviamente", concluiu.