Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Morais Sarmento: “Marcelo não devia ter estado no processo BPI”

  • 333

Morais Sarmento recusa revelar quem é o seu candidato de eleição

FOTO TIAGO MIRANDA

Social-democrata defende a intervenção do Governo no BPI, como sendo do "interesse nacional", mas acha que o Presidente da República não devia ter-se envolvido no caso

Marcelo Rebelo de Sousa prometeu ser um Presidente diferente dos seus antecessores e participar das decisões nacionais, durante a campanha. E é isso que parece estar a cumprir. Mas para o social-democrata Nuno Morais Sarmento a intervenção de Marcelo no processo do BPI foi o primeiro erro do seu mandato.​ "Marcelo corre riscos e não devia ter estado no processo BPI”, defendeu no programa "Falar Claro", na rádio "Renascença".

"O Presidente não devia ter estado neste dossiê como esteve. Porque o Presidente da República é um 'primeiro entre pares'. Não está ao nível do Governo, dos bancos, disto e daquilo. Tem que estar noutro plano, tem que ser uma reserva da nação", sustenta.

Durante o programa, Morais Sarmento defendeu a boa relação que parece estar instituída entre o Presidente e o Governo, mas acha que Marcelo devia, ainda assim, marcar distância entre os órgãos de soberania no que toca a certas esferas de intervenção política.

“Acho politicamente positivo que o Presidente queira normalizar, facilitar, agilizar, não viver como vivíamos há uns anos. Não quero dizer que há um limite. Digo que é arriscado, comporta riscos que o Presidente não devia correr”, justifica Nuno Morais Sarmento.

  • Marcelo diz que ainda há tempo para uma solução no BPI

    O Presidente da República promulgou esta manhã o decreto-lei que prevê a revisão das restrições dos direitos de voto nas instituições financeiras. Marcelo alega razões de “interesse nacional”, sobretudo a estabilidade do sistema financeiro. O diploma, aprovado pelo Governo na semana passada, assenta que nem uma luva ao caso BPI. O Presidente lamenta que não tenha havido acordo entre os privados, mas deixa entender que ainda poderá ser possível um entendimento

  • Marcelo pede estabilidade no sistema financeiro

    O Presidente da República disse este domingo estar atento ao futuro do BPI, por causa de falta de acordo entre os acionistas CaixaBank e Santoro Finance. Marcelo Rebelo de Sousa quer estabilidade no sistema financeiro