Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

BdP: Costa não falou com Passos porque ainda não é o momento

  • 333

Nuno Botelho

Primeiro-ministro diz que ainda não lhe foram propostos os nomes para o Banco de Portugal pelo governador

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

O Governo só vai ouvir a oposição depois de Carlos Costa lhe apresentar os nomes que propõe para a administração do Banco de Portugal.

"Como recordou Carlos Costa, cabe-lhe propor os nomes (para a administração do Banco de Portugal), depois os indigitados são ouvidos na Assembleria da República e, finalmente, o Governo decide se os nomeia ou não", afirmou o primeiro-ministro em resposta a uma pergunta do Expresso.

Ora, segundo António Costa, não pode ouvir o PSD sobre nomes que ainda não lhe foram propostos.

O primeiro-ministro responde assim aos dirigentes do PSD que, esta quarta-feira, manifestaram "surpresa" por não terem sido previamente informados da escolha para os órgãos superiores do Banco da eurodeputada pelo PS Elisa Ferreira e do presidente do "banco mau", Máximo dos Santos. "Fala-se tanto de diálogo que seria natural termos sido informados", ouviu o Expresso.

Habitualmente, os cargos relativos à administração do Banco de Portugal não são negociados entre o Governo e o maior partido da oposição, embora seja costume haver troca de informações prévia ao anúncio de novas nomeações.

O governador do Banco de Portugal lembrou esta quarta-feira, depois de se saber dos nomes, após as declarações do Presidente da República em Estrasburgo, que é a ele que compete escolher os nomes e que "em devido tempo" formalizará a proposta ao Governo.