Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Amigo de Costa: Governo assina contrato nos próximos dias

  • 333

Questionado pelo Expresso, o gabinete do primeiro-ministro não respondeu qual o valor, objeto ou a entidade estatal que celebra o contrato

Helena Pereira

Helena Pereira

Editora de Política

Luis Coelho

A Direcção-Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas (INA) aprovou esta segunda-feira a contração de Diogo Lacerda Machado. Agora, o amigo de António Costa,que representou informalmente o Executivo em várias negociações sensíveis, já pode assinar contrato.

“Tendo sido recebido hoje, dia 11 de Abril, o parecer favorável do INA, o procedimento de contratação está em condições de prosseguir a restante tramitação legal, que terminará com a assinatura do contrato e a sua publicitação no portal dos contratos públicos, no estrito cumprimento da lei”, lê-se na resposta enviada ao Expresso.

Após o pedido de esclarecimento, o gabinete do primeiro-ministro informou ainda que na passada quinta-feira (7 de abril) “foi submetido por via eletrónica ao INA o pedido de parecer que constitui condição prévia da contratação”. No entanto, ficam por esclarecer algumas questões colocadas pelo Expresso:

1 - Qual o valor do contrato?

2 - Que entidade do Estado celebrou contrato?

3 - Qual o objeto do contrato (inclui assessoria para negócio TAP, Lesados BES, BPI, etc)?

Na manhã desta segunda-feira, o PSD anunciou que vai requerer o acesso ao contrato que António Costa assinou com Diogo Lacerda Machado, com o intuito de para saber qual o papel que o “amigo pessoal” do primeiro-ministro tem representado nas negociações em que participou.

Numa entrevista dada à TSF e ao Diário de Notícias, António Costa assumiu que Diogo Lacerda Machado o representou informalmente em várias negociações sensíveis que estão em curso, como na TAP, no caso dos lesados do papel comercial do Grupo Espírito Santo e também no BPI, nas reuniões entre Isabel dos Santos e o catalão Caixabank.

Depois de críticas, Costa acabou de assinar um contrato com Lacerda Machado para que este continue nessas reuniões, mas já como representante do Governo.