Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Capitães de Abril regressam às comemorações oficiais

  • 333

Vasco Lourenço no ano passado no desfile na avenida da Liberdade

PAULO PETRONILHO

“Este Governo não ataca tudo o que cheira a Abril”, diz Lourenço

Helena Pereira

Helena Pereira

Editora de Política

Os capitães de Abril vão voltar este ano às comemorações oficiais da revolução na Assembleia da República. “As razões que levaram a que não fôssemos [às comemorações do 25 de Abril na Assembleia da República] nos últimos três anos deixaram de existir. O poder agora não tem a prática de ataque a tudo o que cheira a 25 de Abril”, afirmou ao Expresso o presidente da Associação 25 de Abril, coronel Vasco Lourenço.

Desde 2012 que os capitães de Abril não assistiam no Parlamento às tradicionais cerimónias, em que discursa o Presidente da República, o do Parlamento, o primeiro-ministro e os representantes dos vários partidos.

Vasco Lourenço congratula-se hoje com a composição do novo Governo, em contraposição com o anterior governo de Passos Coelho e Paulo Portas: “Não temos no poder forças que têm como objetivo destruir tudo independentemente de estarem de acordo ou não”. “Este Governo e esta Assembleia da República têm uma postura diferente e mais positiva”, acrescentou.

Vasco Lourenço, que diz que não quer envolver a Associação 25 de Abril em apreciações sobre previsões políticas, tem esperança de que o atual Governo viabilizado pelo PCP e BE seja duradouro. “Fazemos votos para que resulte”, limita-se a dizer, recordando que, no discurso que fez no Congresso da Cidadania, em 2015, defendeu uma convergência dos partidos de esquerda. “Sempre manifestei vontade que isso viesse a acontecer”.

Nos últimos anos, a tensão entre a Associação 25 de Abril e o Parlamento era grande. Quando se comemoraram os 40 anos, os capitães de Abril queriam fazer uso da palavra em São Bento mas a então presidente da Assembleia, Assunção Esteves, não deixou. Se querem falar, “o problema é deles”. Depois disso, as relações azedaram, mais tarde houve um almoço para fazer as pazes na Associação 25 de Abril mas a verdade é que Vasco Lourenço nunca mais voltou ao Parlamento, participando apenas no desfile tradicional na avenida da Liberdade a cada 25 de Abril.

Desta vez, já houve conversa entre o atual presidente da Assembleia, Ferro Rodrigues, e Vasco Lourenço. O convite formal e aceitação seguem dentro de dias.