Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa aceita demissão de João Soares: “Teria sido um grande ministro”

  • 333

Primeiro-ministro diz que lhe cabe “aceitar o pedido de demissão” e a avaliação feita pelo ministro da Cultura na sequência das “bofetadas” prometidas a dois colunistas do “Público”

António Costa afirmou que “naturalmente” aceita o pedido de demissão apresentado esta sexta-feira pelo ministro da Cultura, depois das ameaças feitas pelo governante a dois colunistas do “Público”.

“Naturalmente respeito a avaliação que ele fez das condições que tinha para prosseguir no exercício destas funções”, declarou o primeiro-ministro aos jornalistas.

Costa aproveitou ainda para elogiar o curto trabalho de João Soares enquanto titular da pasta da Cultura, realçando a sua experiência nesta área. “Agradeço-lhe profundamente todo o empenho e a dedicação que colocou no exercício dessas funções de ministro. Recordo-o como um dos grandes vereadores da cultura da CML, tenho a certeza que se tivesse tido a oportunidade de fazer o seu trabalho durante quatro anos seria conhecido por todo o país como um grande ministro da Cultura ”, declarou o primeiro-ministro.

Questionado sobre se João Soares fez bem ao demitir-se, Costa respondeu: “As coisas são como são, (...) cabe-me aceitar.”

O primeiro-ministro garantiu também que o pedido de demissão é da responsabilidade “totalmente exclusiva” de João Soares, sublinhando ainda que nos próximos dias será conhecido o substituto para a pasta da Cultura.

A polémica surgiu esta quinta-feira depois de o ministro da Cultura ter ameaçado Augusto M. Seabra e Vasco Pulido com umas “salutares bofetadas”, numa declaração feita na rede social Facebook. PSD, PCP e BE condenaram logo as declarações do governante.

em desenvolvimento