Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos promove Maria Luís Albuquerque

  • 333

Luís Barra

PSD vai ter três novos vice-presidentes: a ex-ministra das Finanças, Sofia Galvão e Teresa Morais. Mulheres em maioria

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Jornalista da secção Política

Helena Pereira

Helena Pereira

Editora de Política

Pedro Passos Coelho chamou a ex-ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque para uma das vice-presidências do PSD. O líder mostra assim o apoio, sem hesitações, à ex-governante, envolvida na polémica sobre o novo cargo de administradora não executiva na empresa financeira britânica Arrow Global, que teria feito várias contratualizações com o Estado quando esta era ministra das Finanças.

Para além de Maria Luís, sobem a vice-presidentes Sofia Galvão, que foi vice de Manuela Ferreira Leite, e Teresa Morais, ex-secretária de Estado da Igualdade. Saem Pedro Pinto que fica à frente da Comissão Financeira, Carlos Carreiras, que será o coordenador autárquico, e Matos Correia, que ficará à frente do novo Conselho Estratégico.

Mantêm-se como vices Marco António Costa, Teresa Leal Coelho e Jorge Moreira da Silva. Pela primeira vez, o PSD terá mais mulheres do que homens no órgão de topo do partido.

Os nomes propostos para os órgãos nacionais por Pedro Passos Coelho foram esta tarde anunciados pelo próprio ao congresso. A votação será feita domingo de manhã. Para número 1 do Conselho Nacional, em substituição de Miguel Relvas, irá o ex-ministro Luís Marques Guedes.

O novo trabalho de Maria Luís Albuquerque, que é deputada, está ainda a ser analisado pela sub-comissão parlamentar de Ética. O relatório estará pronto na próxima semana, devendo concluir que não há impedimentos atuais ou benefícios passados.