Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marcelo condena “hediondo” atentado na Turquia

Chefe de Estado português manifestou as suas “sentidas condolências“ às vítimas do atentado deste sábado em Istambul, desejando ainda as rápidas melhoras ao cidadão português que ficou ferido

O Presidente da República condenou este domingo o "hediondo ataque terrorista na Turquia", no qual um cidadão português ficou ferido, e defendeu que o combate ao terrorismo deve ser "uma missão de todos".

Marcelo Rebelo de Sousa expressou as suas "sentidas condolências" ao povo turco e condenou, "de forma veemente, este bárbaro ataque que ocorre apenas uma semana depois de um outro atentado em Ancara".

Numa mensagem disponível no 'site' da Presidência, Marcelo Rebelo de Sousa referiu-se ao cidadão português que ficou ferido e se encontra hospitalizado.

De acordo com o secretário de Estado das Comunidades, um português ficou ferido no atentado suicida deste domingo em Istambul e encontra-se a receber tratamento hospitalar.

"Quero transmitir ao próprio, e aos seus familiares, os mais sinceros votos para que melhore rapidamente", escreve Marcelo Rebelo de Sousa.

Para o Presidente da República, "a existência de feridos de mais de dez nacionalidades distintas vem confirmar que o combate ao terrorismo e a defesa da vida e dignidade humana deve ser uma missão de todos e para a qual todos devem permanecer unidos e solidários".

O ataque suicida em Istambul provocou cinco mortos e 36 feridos, 12 deles estrangeiros.