Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Autarca do Porto pede a Marcelo um “Portugal menos centralista”

  • 333

“Com a sua voz e a sua autoridade, peço-lhe que lute contra a desigualdade e injustiça. Erga também a sua voz em defesa de um Portugal menos centralista, um Portugal que deixe enfim respirar os que querem ousar, arriscar, fazer mais e melhor”, pediu Rui Moreira na receção ao novo Presidente

O presidente da Câmara do Porto pediu esta manhã ao novo Presidente da República que "lute contra a desigualdade e a injustiça" e defenda uma mudança de mentalidades para "um Portugal menos centralista".

"Com a sua voz e a sua autoridade, peço-lhe que lute contra a desigualdade e injustiça. Erga também a sua voz em defesa de um Portugal menos centralista, um Portugal que deixe enfim respirar os que querem ousar, arriscar, fazer mais e melhor. Estamos a falar de muito mais do que um centralismo de interesses. Estamos a falar de mentalidades e da sua necessária mudança", afirmou Rui Moreira na receção formal a Marcelo Rebelo de Sousa, que esta sexta-feira termina no Porto três dias de tomada de posse.

O autarca independente alertou ainda que Portugal "está mais assimétrico e, desgraçadamente, mais desigual", porque o país "são todos os portugueses, mas são ainda muito diferentes as condições em que vivem e aquilo a que podem aceder".