Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Ao terceiro dia, Marcelo subiu ao Porto

  • 333

Rui Duarte Silva

Meio milhar de pessoas esperavam o novo Presidente da República junto à Câmara do Porto, para o receber com gritos “Marcelo, Marcelo”. Depois do almoço, haverá uma homenagem a Paulo Cunha e Silva

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

Ao terceiro dia no cargo de Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa subiu ao Porto, onde chegou pontualmente às 11h e foi recebido pelo presidente da autarquia, Rui Moreira, em frente à Câmara Municipal, onde o esperava uma guarda de honra para uma parada militar e meio milhar de pessoas que o recebeu com gritos "Marcelo, Marcelo".

Rui Duarte Silva

Rapidamente se passou à fase seguinte do programa, com os discursos, primeiro do autarca Rui Moreira, e depois de Marcelo Rebelo de Sousa. Mas, pouco antes, ainda houve tempo para um prelúdio musical interpretado pela Orquestra Juvenil de Bonjoia.

Rui Duarte Silva

Logo após os discursos, foi o momento dos cumprimentos à varanda da Câmara, com vista para os Aliados, ainda antes da assinatura do Livro de Honra, na sala D. Maria. E estava cumprida a primeira etapa das cerimónias do terceiro dia da tomada de posse de um Presidente da República que, pela primeira vez, se estende ao Porto.

No almoço à porta fechada, na Casa do Roseiral, às 13h, do lado da presidência vão estar o chefe da Casa Civil, o chefe da Casa Militar e o chefe do protocolo de Estado. Estarão ainda presentes Azeredo Lopes, ministro da Defesa e ex-chefe de gabinete de Rui Moreira, o bispo do Porto D. António Francisco, a presidente da Fundação de Serralves Ana Pinho Macedo e Silva, Rui Moreira e os vereadores Manuel Pizarro,Guilhermina Rego e Sampaio Pimentel.

O almoço começa com um creme de espargos e tem como prato principal robalo com algas cozido ao vapor. Para a sobremesa há leite creme queimado e fruta laminada. A acompanhar serão servidos vinhos Vinha Grande 2014, Quinta da Leda 2009 e vinho do Porto Duque de Bragança 20 anos.

Rui Duarte Silva

Homenagem a Paulo Cunha e Silva

Após o almoço, a comitiva presidencial segue a pé para a Galeria Municipal Almeida Garrett, nos jardins do Palácio de Cristal, onde visitará a exposição 'P. - Uma homenagem a Paulo Cunha e Silva, por extenso'. A mostra de tributo ao incontornável vereador da Cultura do Porto, falecido em novembro, a inaugurar estaq sábado com curadoria de Miguel von Hafe Peréz, articula um discurso visual em dois eixos, um documental de evocação ao percurso do pensamento de Cunha e Silva, outro de propostas artísticas de autores que acompanharam a sua demanda estética.

Na exposição serão apresentadas obras de vários artistas comissariados pelo ex-vereador, com destaque para os nomes Joana Vasconcelos, Albuquerque Mendes, Cristina Mateus, Gabriel Abrantes, João Leonardo, Julião Sarmento e ainda Alberto Carneiro, João Louro, Dalila Gonçalves, Rui Chafes, Prémio Pessoa 2015, quatro dos artistas escolhidos para o novo projeto de arte pública da Invicta, que arrancou há um ano na Baixa do Porto e que Paulo Cunha e Silva dizia ser tendencialmente infinito. "Não um passeio da fama, mas um passeio do orgulho portuense a céu aberto", afirmava.