Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Novo Banco: BE chama Centeno e Carlos Costa ao Parlamento

  • 333

Rafael Marchante / Reuters

Bloquistas pediram esta terça-feira, "com caráter de urgência", a ida à Assembleia da República do ministro das Finanças, Mário Centeno, e do governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, sobre o processo de venda do Novo Banco

Com a venda do Novo Banco em marcha, o Bloco de Esquerda apresentou esta terça-feira no Parlamento um requerimento para uma audição urgente do ministro das Finanças, Mário Centeno, e do governador do Banco de Portugal, Carlos Costa.

Os bloquistas consideram que aqueles dois responsáveis “têm o dever de manter a Assembleia da República e o país a par de todas as movimentações para vender um dos bancos mais importantes do sistema”.

Para o BE, “a recente experiência do Banif contribuiu para despertar a consciência para a sucessiva perda de controlo estratégico sobre o nosso sistema bancário”.

No requerimento, os deputados do BE sustentam que “cada vez mais vozes se têm levantado em defesa da manutenção Novo Banco na esfera pública, posição que o Bloco de Esquerda há muito defende”.

Na contextualização desta sua iniciativa, os bloquistas salientam que “surgiram recentemente notícias que avançam o modelo escolhido para a venda do Novo Banco. Segundo o publicado, o Banco de Portugal fará ainda este mês um road show para apresentar a investidores a operação, que pode ser feita através de venda direta ou dispersão em bolsa”.

O BE afirma que “há dúvidas, críticas e riscos” sobre o “método escolhido” e contesta o perfil do responsável pela operação, o antigo secretário de Estados dos Transportes do anterior Governo, Sérgio Monteiro: “Já deu provas de desvalorizar o interesse público nas operações de privatização que desenhou no passado. Veja-se, a esse respeito, os processos da ANA, da TAP e dos transportes coletivos de Lisboa e Porto, chumbados pelo Tribunal de Contas”.