Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Novo mandato da Santa Casa dentro dos mesmos estatutos

  • 333

Luís Barra

Esclarecimento da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa a uma notícia do Expresso

O novo mandato de três anos que Pedro Santana Lopes iniciou na semana passada como Provedor da Santa Casa da Misericódia de Lisboa (SCML) não resultou de qualquer imposição dos estatutos da instituição, afirmou ao Expresso o diretor de comunicação e marketing da SCML, António Carneiro Jacinto.

O esclarecimento do porta-voz da Santa Casa surge na sequência da notícia publicada no sábado (“Costa obrigado a dar novo mandato a Santana Lopes). No texto afirmava-se que o Governo reconduziu Pedro Santana Lopes por três anos (quando inicialmente apenas pretendia prolongar o mandato que estava em curso, que ia a meio), por força de uma imposição estatutária.

Carneiro Jacinto acrescentou que não houve de permeio qualquer alteração dos estatutos da Santa Casa, pelo que o Governo fez o convite a Pedro Santana Lopes sem aquele constrangimento.