Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Governo recuperou “normalidade” em 100 dias, diz António Costa

  • 333

HUGO DELGADO/LUSA

O primeiro-ministro dirigiu-se aos reformados e às pessoas que vivem do seu trabalho, garantindo-lhes que longe vão os tempos do “sobressalto permanente”

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou hoje que ao fim dos primeiros 100 dias do novo Governo país voltou a ter “normalidade”, algo de que tinha “saudades”.

“Ao fim destes 100 dias, o que as pessoas começam a realizar é que finalmente começamos a ter algo de que já tínhamos saudades, é a saudade de viver em normalidade, sem viver no sobressalto permanente”, afirmou o governante.

E acrescentou: “Os reformados podem acordar e saber que no dia a seguir ninguém lhes vai cortar a pensão e, pelo contrário, foi reposta a pensão a que tinham direito. Que as pessoas que vivem do seu trabalho não vão ter novos impostos nem vai aumentar o IRS nem vai haver novos cortes salariais. Vão poder viver em normalidade o seu dia-a-dia”.

António Costa, que falava durante a sessão de apresentação do livro de fim de mandato do líder da distrital do PS/Porto, José Luís Carneiro, salientou também que nos últimos 100 dias o Governo conseguiu restabelecer “a normalidade do relacionamento institucional em Portugal”.