Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Orçamento marca a antestreia de Cristas como líder do CDS

  • 333

Miguel A.Lopes/Lusa

O ainda líder dos centristas, Paulo Portas, faltou ao debate orçamental por estar em “trabalho político” na América Latina

Filipe Santos Costa

Filipe Santos Costa

Jornalista da secção Política

Assunção Cristas tem esta terça-feira uma espécie de antestreia enquanto líder do CDS, ao encerrar o debate do Orçamento do Estado pela parte dos centristas. A menos de um mês do congresso do CDS, que marcará a sucessão de Paulo Portas, este será o primeiro momento em que a ex-ministra da Agricultura assumirá o confronto no Parlamento com o primeiro-ministro António Costa.

A estreia de Cristas enquanto quase-líder de um dos partidos da oposição é aguardada com particular expectativa na bancada do CDS, onde esta segunda-feira já se levantaram para questionar o Governo o líder parlamentar Nuno Magalhaes, para além de João Almeida e Cecilia Meireles.

Portas en Sud América

O ainda líder do CDS, Paulo Portas, esteve ausente no primeiro dia de debate orçamental e voltará a faltar ao segundo dia. Portas está na América Latina em "trabalho político", onde prossegue um périplo internacional para alegadamente se despedir de governos e governantes estrangeiros com quem teve contactos mais próximos enquanto foi número dois da coligação, com as funções de ministro dos Negócios Estrangeiros e depois vice-primeiro-ministro.

Nesta etapa sul-americana, Portas passou pelo Brasil, pelo México e pela Colômbia. Antes, o líder cessante do CDS já tinha passado por Angola e alguns países europeus.