Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Cursos vocacionais contribuíram para menor abandono escolar, diz Crato

  • 333

luís barra

Ex-ministro da Educação defende que “os progressos conseguem-se com exigência. Não com laxismo”. Em entrevista ao “Diário de Notícias”, Nuno Crato considera que o atual Governo pretende acabar com alguns dos elementos que permitiram a acentuada diminuição do abandono de alunos

“Os cursos vocacionais foram fundamentais para que os jovens prosseguissem os estudos e dessem uma alternativa mais prática aos jovens. Os jovens não são todos iguais em todo o momento, há uns que estão mais maduros e estão preparados para seguir as vias certas e outros que estão mais indecisos e desmotivados. Se não oferecermos alternativas (…) estamos a prejudicar tanto uns como outros”, afirma Nuno Crato ao “Diário de Notícias” desta sexta-feira, cerca de três meses depois de ter deixado de ser ministro da Educação do Governo PSD/CDS.

Na entrevista, o ex-ministro comenta os novos dados do Instituto Nacional de Estatística, que indicam que em quatro anos a taxa de abandono escolar caiu de 23% para 13,7%. Para além dos cursos vocacionais, Crato considera que os exames do ensino básico, que o atual Governo também pretende acabar, contribuíram para o sucesso deste indicador.

“Os progressos conseguem-se com exigência. Não com laxismo. As provas finais colocam mais desafios às escolas, para que o progresso às escolas, para que o progressos nos estudos fosse acompanhado de rigor”, afirma.