Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Função pública. Greve dos enfermeiros com adesão de 77% no turno da noite

  • 333

Apesar de ainda não serem conhecidos os dados referentes ao turno da manhã que teve início às 8h, “hospitais como São José e Santa Marta, em Lisboa” tiveram uma “adesão acima dos 90%”, indica o sindicato

A greve dos enfermeiros pela reposição das 35 horas de trabalho semanais para todos os profissionais registou esta sexta-feira uma adesão de 77% no turno da noite, adiantou à agência Lusa o sindicato do setor.

"Ainda estamos a recolher os dados referentes ao turno da manhã, que teve início às 8h. Quanto ao turno da noite, teve uma adesão de 77%, sendo que temos hospitais como São José e Santa Marta, em Lisboa, com adesão acima dos 90%", disse à Lusa Guadalupe Simões, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP).

De acordo com Guadalupe Simões, a greve registou no turno da noite (começou às 0h e terminou às 8h) uma adesão de 100% no Hospital de Elvas e de 64,5% no Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide, concelho de Oeiras.

"No hospital de Portalegre, a adesão foi de 93,1%, no de Castelo Branco de 80,6%, nos de Póvoa de Varzim e de Vila do Conde de 85,7%, no de Portimão 84%, Faro 72%, Figueira da Foz 89,5%, nas Caldas da Rainha 76,9%, Setúbal 76,2%, Garcia de Horta, em Almada, 86,2% e em todos os hospitais dos Açores acima dos 80%", declarou.

Os enfermeiros vão estar esta sexta-feira em greve pela reposição das 35 horas de trabalho semanais a todos estes profissionais, independentemente do seu vínculo laboral.

A greve da função pública, marcada para esta sexta-feira pela Federação Nacional da Função Pública (Fesap), abrange também todos os trabalhadores não docentes das escolas, mesmo os funcionários que já trabalham 35 horas por semana.