Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Bagão Félix: “António Costa já se habituou a transformar derrotas em vitórias”

  • 333

Pedro Nunes / Lusa

O antigo ministro das Finanças considerou que os resultados presidenciais foram uma derrota para o Partido Socialista e sublinhou que Maria de Belém “merecia mais do que teve”

António Bagão Félix considerou que os resultados da eleição presidencial do último domingo foram uma derrota para o Partido Socialista. O antigo ministro das Finanças, no habitual espaço de comentário na SIC, esta quarta-feira, acrescentou que os votos alcançados por Maria de Belém foram uma “surpresa pela negativa”.

“Os resultados foram uma derrota para o PS. Mas o doutor António Costa já se habituou a transformar derrotas em vitórias, ou melhor, em pseudo-vitórias”, disse Bagão Félix.

A escolha dos socialistas não apoiarem nenhum candidato na corrida à presidência, sublinhou o ex-ministro, mostrou “alguma divisão” quer no partido quer no Executivo. “A maior parte dos ministros do Governo dividiram-se entre Maria de Belém e Sampaio da Nóvoa”, explicou.

Bagão referiu ainda que Maria de Belém talvez merecesse outro género de tratamento por parte do partido que liderou até novembro de 2014. “Não é uma qualquer militante. É uma pessoa com provas dadas, com carreira e peso. Nesse aspeto, tenho pena porque é uma cidadã portuguesa que merecia mais do que teve”.

Outra “surpresa negativa” foi o candidato apoiado pelo Partido Comunista Português, que Bagão considerou nunca ter tido a capacidade de “vestir o fato de Presidente da República”.

Já pela “positiva”, foi o resultado de Marisa Matias que mais surpreendeu Bagão Félix. “A campanha foi bem feita, com uma candidata que gerou empatia nas pessoas. Pensava que iria ficar um pouco mais baixo”.