Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Adoção por casais do mesmo sexo: Verdes dizem que veto de Cavaco é “lamentável” e “retrógado”

  • 333

O grupo parlamentar de “Os Verdes” tem dois deputados. Heloísa Apolónia foi eleita por Setúbal

MANUEL DE ALMEIDA/Lusa

O Partido Ecologista “Os Verdes” considerou hoje “lamentável” e “retrógrada” a decisão do Presidente da República de vetar os diplomas sobre adoção por casais do mesmo sexo e para a revogação das alterações à lei do aborto.

O Partido Ecologista "Os Verdes" classifica de "lamentável" e "retrógrada",a decisão do Presidente da República de vetar os diplomas sobre adoção por casais do mesmo sexo e para a revogação das alterações à lei do aborto. Numa reação à não promulgação por Cavaco Silva destes diplomas aprovados no início da presente legislatura, "Os Verdes" qualificam como "lamentável" o facto de o Presidente da República ter exercido o seu direito de veto político, assumindo "uma postura profundamente retrógrada e que vai contra aquelas que são as pretensões já amplamente demonstradas na sociedade portuguesa".

"Os Verdes adiantam ainda que contribuirão para reconfirmar estes diplomas na Assembleia da República assim que for agendada a sua discussão", refere o comunicado deste partido, numa posição idêntica àquela que já foi adotada pelo PS, PCP e Bloco de Esquerda.

No mesmo comunicado frisa-se, ainda, que "Os Verdes apresentaram no parlamento iniciativas legislativas sobre a adoção de crianças por casais do mesmo sexo e sobre a revogação das alterações à lei do aborto por considerarem que estas são áreas em que é fundamental garantir direitos".