Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa reitera compromisso “muito claro” com a reposição das 35 horas

  • 333

Marcos Borga

O primeiro-ministro garantiu no Parlamento estar “profundamente convicto” de que as negociações para a redução da semana laboral para as 35 horas terão um final feliz

O primeiro-ministro António Costa reiterou esta sexta-feira o compromisso "muito claro" com a redução da semana laboral para as 35 horas, "em sede de contração coletiva na Função Pública", com "a devida negociação" e "gestão dos recursos humanos".

"O nosso compromisso é muito claro com a redução das 35 horas e a questão que se coloca, e que por isso deve ser resolvida, do meu ponto de vista, em sede de contratação coletiva na Função Pública, é a aplicação deste ano deste novo horário a cada um dos setores, porque o impacto é diferenciado em cada um dos setores. Não é possível em muitos deles fazer uma aplicação automática, isso requer, naturalmente, a devida negociação", afirmou António Costa.

O chefe de Governo falava no debate quinzenal no Parlamento, respondendo a uma questão colocada pela porta-voz do BE, Catarina Martins, embora estivesse já no tempo de resposta ao CDS.

"Tenho a certeza, é minha profunda convicção, de que conseguiremos pôr tão rapidamente quanto possível em vigor as 35 horas para todos os setores da administração pública, garantindo, como está no programa do Governo, que isso se faça sem o aumento dos custos", afirmou António Costa.

O primeiro-ministro acrescentou que "isso será possível desde que haja uma boa gestão de recursos humanos e a política na Função Pública tem de ser uma política de gestão dos recursos humanos".