Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PS manifesta pesar pela morte do fundador Pedro Coelho

  • 333

A bandeira do PS será colocada a meia haste, como sinal de pesar pela morte do ex-dirigente do partido

O PS expressou profundo pesar pelo falecimento esta segunda-feira, aos 75 anos, do seu antigo dirigente Pedro Coelho, fundador e militante deste partido, e anunciou que a bandeira dos socialistas será colocada a meia haste na quarta-feira.

Numa nota de pesar enviada à agência Lusa, o PS refere que Pedro Amadeu Santos Coelho, "militante número 13 do partido", foi deputado constituinte em 1975 na sequência das primeiras eleições democráticas realizadas em Portugal depois do 25 de Abril de 1974.

"Pedro Coelho foi sempre alguém profundamente ligado aos valores da democracia e do humanismo, quer na sua carreira política, como dirigente do PS, deputado e membro de governos, quer como administrador de empresas e até como dirigente desportivo, tendo desempenhado as mais diversas funções com enorme dedicação e reconhecida competência", refere-se na nota emitida pela direção dos socialistas.

No comunicado, o PS apresenta as suas mais sentidas condolências à família e aos amigos próximos de Pedro Coelho, adiantando que, em sua homenagem, a bandeira do partido será colocada a meia-haste na sede nacional durante todo o dia de quarta-feira.