Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Montenegro: “Onde está a consistência da solução de Governo?”

  • 333

Líder parlamentar do PSD questiona a estabilidade do Governo, uma vez os partidos à esquerda do PS rejeitam o Orçamento Retificativo

“Menos de um mês e meio depois [o primeiro-ministro] já perdeu o apoio parlamentar que deu vida a este Governo. Que consequências tira o PSD para a falta de apoio parlamentar dos partidos que suportam este Governo?”, questionou Luís Montenegro, durante a segunda parte do debate sobre o Orçamento Retificativo.

O líder parlamentar dos sociais-democratas levantou dúvidas sobre a estabilidade do atual Governo, dado que os partidos à esquerda do PS votam contra o Orçamento Retificativo.

Defendendo que a “máscara” da aliança de esquerda “caiu”, Montenegro insistiu na ideia de uma vida curta do Executivo.

“Ao PS tem que se perguntar onde está a estabilidade governativa e a consistência e a durabilidade do Governo? Onde está o compromisso que fez perante o Presidente da República”, prosseguiu.

Luís Montenegro justificou a abstenção do PSD na votação do Orçamento Retificativo face ao “interesse nacional”, sublinhando que o partido era contra uma solução que passassse pela integração do banco na Caixa Geral de Depósitos (CGD). “Para o PSD essa solução nunca poderia ser integrar o Banif na CGD. a CGD não pode ser o caixote do lixo do sistema financeiro”, sustentou.

Embora frise que o PSD tem muitas dúvidas relativamente à solução encontrada para o Banif, Montenegro disse que o partido tem consciência das consequências que a não aprovação dessa solução teriam para o sistema financeiro. “É apenas exclusivamente pelo interesse maior das famílias e das empreras que nos vamos abster em todas as votações neste Orçamento Retificativo.”

O líder parlamentar do PSD anunciou ainda que o partido exigirá que o Governo avance com uma auditoria externa e independente para apurar as responsabilidades no caso Banif.