Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Mariana Mortágua diz que a proposta do Banif é “inaceitável”

  • 333

TIAGO PETINGA/LUSA

Deputada do BE reitera que a melhor solução para o Banif era manter o banco na esfera pública e que a proposta do Governo “não garante os postos de trabalho” e “limpa o dinheiro dos contribuintes”

Mariana Mortágua acusou o anterior Governo de ignorar o problema do Banif para anunciar uma “saída limpa” sem problemas no sistema financeiro.

“A anterior ministra das Finanças teve durante três anos o dossiê Banif fechado em cima da mesa do ministério. O Banif entrou em incumprimento em dezembro de 2013, não conseguiu entrar o dinheiro que o Estado emprestou e nada foi feito”, afirmou esta quarta-feira de manhã a deputada do BE, durante a discussão do Orçamento retificativo no parlamento.

“O PSD e CDS sabiam que era preciso sorrir e anunciar a saída limpa e isso não é possível com problemas na banca”, acrescentou.

Mariana Mortágua sustentou que o plano do Executivo PSD/CDS era “olhar para o lado e assobiar”, uma vez que em janeiro a Comissão Europeia iria resolver o problema.

Defendeu ainda que as responsabilidades da direita não podem apagadas, nomeadamante pelo facto de o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, ter sido reconduzido após os probelmas do BPN e do BES.

Além das duras críticas ao anterior Governo, Mariana Mortágua declarou que a solução encontrada para o Banif pelo atual Executivo é intolerável.

“A proposta que nos garante aqui [dr. ministro das Finanças] é inaceitável, não garante os postos de trabalho e limpa o dinheiro dos contribuintes para entregar ao Santander. Estamos confiantes e certos de que a melhor altrenativa seria o Banif ficar na sfera pública, mesmo que isso implique determinação face a Bruxelas”, concluiu.