Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Nóvoa está “praticamente seguro” de que haverá segunda volta

José Carlos Carvalho

“Na segunda volta são outras eleições”, disse Sampaio da Nóvoa, ao entregar no Tribunal Constitucional as assinaturas que formalizaram a sua candidatura

O candidato presidencial António Sampaio da Nóvoa disse esta terça-feira estar “praticamente seguro” de uma segunda volta nas eleições para Belém, e assinalou a "energia" sentida pela sua candidatura nas últimas semanas".

“Passado o tempo das legislativas, as pessoas começam a aperceber-se da importância das presidenciais”, começou por frisar Sampaio da Nóvoa, em declarações aos jornalistas no Tribunal Constitucional (TC), onde entregou cerca de 13 mil assinaturas para formalizar a sua candidatura.

E acrescentou: “Estamos praticamente seguros de que haverá segunda volta e na segunda volta são outras eleições”.

A acompanhar o candidato na visita ao TC estiveram o seu mandatário nacional, Correia de Campos, o Capitão de Abril Vasco Lourenço, e o diretor de campanha, o socialista Pedro Delgado Alves, entre outros.

Para Sampaio da Nóvoa, Portugal “precisa de um Presidente independente” que funcione como “protetor de todos os cidadãos”.

O “maior desafio da sua candidatura”, reconhece, é “levar as ideias ao país” e aos portugueses.
“O que está em causa no dia 24 de janeiro é uma ideia para Portugal, um projeto, se conseguirmos explicar isso aos portugueses certamente sairemos vitoriosos”, assinalou o candidato.

As eleições presidenciais realizam-se a 24 de janeiro.