Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Primeiro embate. Costa garante a Passos défice de 2,8% em 2016

  • 333

Marcos Borga

Passos Coelho perguntou a António Costa se o Governo socialista ia respeitar as metas do défice e o primeiro-ministro disse-lhe que podia ficar sossegado

O défice em 2016 não deverá ultrapassar os 2,8% e será essa a meta que consta do projeto de orçamento de Estado que será enviado para a Comissão Europeia até ao final do ano, disse o primeiro-ministro esta tarde no Parlamento, durante o primeiro debate quinzenal desta legislatura.

Em resposta a uma interpelação de Pedro Passos Coelho, António Costa garantiu que “apesar do Governo anterior ter falhado a meta do défice o governo atual tudo fará para a cumprir” retirando Portugal do procedimento de défice excessivo.

“Se assim for, não é a primeira vez que acontece. A primeira, diria mesmo a única, foi em 2007 [primeiro governo de José Sócrates], por ter sido o último ano em que estive no Governo”, acrescentou Costa com alguma ironia à mistura.

Com calma e serenidade, o primeiro-ministro lembrou ainda a Passos Coelho que aquilo que separa o Governo da “nova oposição” não é a necessidade de ter “finanças públicas sãs” mas as “políticas públicas” para lá chegar.