Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Rio empurra Passos: “Vai ser difícil ele ganhar as próximas eleições”

  • 333

Luís Barra

Começou o chega para lá. Rui Rio diz que para haver entendimentos PS/PSD é preciso mudar pelo menos um dos líderes. E acha “difícil” Passos Coelho voltar a ganhar eleições. Lenha para o próximo Congresso?

Rui Rio acha que se Pedro Passos Coelho voltar a candidatar-se a primeiro-ministro como líder do PSD “vai ter muito mais dificuldades do que teve há quatro anos”. “Quando se vai para eleições já tendo estado no poder não se consegue com facilidade abrir uma janela de esperança”, afirmou o ex-autarca, esta terça-feira, na edição especial da “Quadratura do Círculo”, programa da SIC Notícias, realizada no Porto.

Num primeiro comentário à nova realidade política saída das legislativas, Rio deu um voto de confiança a António Costa - “tem experiência política suficiente para não cometer erros crassos”. E antecipou alguma durabilidade ao novo Governo: “Os próximos dois anos vão ser mais calmos do que aparenta”.

Ao líder do seu partido, não augurou grandes hipóteses ou, pelo menos, facilidades: “Pode dizer: este Governo só está a fazer asneiras, ponham-me lá outra vez. Isto é o racional. Mas na parte emocional falta ali qualquer coisa”. Na opinião de Rui Rio, entendimentos entre os dois maiores partidos só são, aliás, fáceis de alcançar com novas lideranças.

“É mais fácil haver entendimentos se forem outras duas pessoas ou, pelo menos, das duas, uma outra”, afirmou o ex-presidente da Câmara do Porto. Assim, “com duas pessoas que se guerrearam, não é impossível mas é muito mais difícil”.

Rio falou na edição especial do programa da SIC Notícias, no âmbito da “Conferência Portugal 2016: o futuro do país e das empresas”, organizado pela SIC/CGD. Inicialmente prevista para o Pavilhão Dragão Caixa, a conferência teve que mudar de local depois da direção do FC Porto ter impedido a entrada do ex-autarca. Rui Rio considerou o incidente “lamentável”.

  • Rui Rio e proibição do FC Porto: “É um episódio lamentável”

    No início da emissão especial da “Quadratura do Círculo” na conferência “Portugal 2016: O Futuro do País e das Empresas”, o ex-presidente da Câmara do Porto não se furtou a comentar o caso que impediu a realização do evento nas instalações do pavilhão portista Dragão Caixa