Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos não vai a jogo no 1º quinzenal com Costa

  • 333

No debate do programa do XXI Governo, os papéis invertem-se e António Costa, Passos Coelho e Paulo Portas trocam de papéis

RAFAEL MARCHANTE / EPA

Pedro Passos Coelho entrega a Luís Montenegro primeiro embate quinzenal com António Costa no Parlamento. Ex-primeiro-ministro reserva-se para momentos especiais

Pedro Passos Coelho entregou ao líder da bancada do PSD as despesas do primeiro confronto parlamentar com o novo primeiro-ministro. Será Luís Montenegro a defrontar António Costa, esta quarta-feira, no primeiro debate quinzenal da nova legislatura.

Isto não quer dizer que o ex-primeiro-ministro não vá a jogo sempre que entender dever fazê-lo em futuros debates com o novo chefe do Governo. Mas deverá reservar-se para momentos especiais, evitando valorizar em excesso os duelos com Costa.

Passos tenciona, aliás, ter uma agenda extra-Parlamento que lhe garanta deslocações e contactos por todo o país muito além do dia a dia na Assembleia da República. A ideia é, por um lado, não desgastar muito a aura de ex-primeiro-ministro e, por outro, não contribuir para valorizar o novo Governo, que considerou "politicamente ilegítimo".

O PSD espera que António Costa aproveite os debates quinzenais para anunciar medidas, num registo semelhante ao que sempre foi seguido por José Sócrates. Mas Luís Montenegro deverá apontar as baterias esta quarta-feira ao facto de Costa um dia ter dito que estes debates são uma "das mais estúpidas invenções" da prática parlamentar.

Passos vai ficar a assistir. A dúvida é se chorará a rir, como aconteceu no debate do programa do Governo com a estreia de Mário Centeno?