Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos e Portas em missa de homenagem a Sá Carneiro

  • 333

Luis Barra

No dia em passam 35 anos sobre a morte do fundador do PSD, Francisco Sá Carneiro, o atual líder dos sociais-democratas, Pedro Passos Coelho, disse que só falaria com os jornalistas ao final do dia, na Guarda, palco das comemorações oficiais

Os presidentes do PSD, Pedro Passos Coelho, e do CDS-PP, Paulo Portas, assistiram esta sexta-feira a uma missa em memória de Francisco Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa, na Basílica dos Mártires, em Lisboa.

Nenhum dos dois quis falar aos jornalistas, tendo Passos Coelho remetido declarações para “mais tarde, na Guarda”, onde decorrerão cerimónias oficiais de homenagem ao fundador do PSD e antigo primeiro-ministro Francisco Sá Carneiro.

Pedro Santana Lopes, Marco António Costa, Assunção Cristas, José Matos Rosa, Luís Montenegro, Carlos Coelho, José Matos Correia, Rui Gomes da Silva, Teresa Caeiro e Telmo Correia foram outras figuras do PSD e do CDS-PP presentes nesta missa em memória de Sá Carneiro, de Adelino Amaro da Costa e das outras vítimas da queda de um avião sobre Camarate, a norte de Lisboa, há 35 anos.

A 4 de dezembro de 1980, Francisco Sá Carneiro, então primeiro-ministro, e Adelino Amaro da Costa, ministro da Defesa, morreram na queda do avião Cessna em que seguiam para o Porto, assim como a tripulação e restante comitiva: Snu Abecassis, Manuela Amaro da Costa, António Patrício Gouveia, Jorge Albuquerque e Alfredo de Sousa.