Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Governo não arrisca falhar meta do défice

  • 333

Marcos Borga

Últimos dados são pouco animadores mas ninguém quer correr o risco político de falhar o défice. Governo já enviou cartas a suspender concessões dos transportes de Lisboa e Porto. Costa garante que tudo fará para que o país saia do procedimento por défice excessivo

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Jornalista da secção Política

Filipe Santos Costa

Filipe Santos Costa

Jornalista da secção Política

A polémica suscitada pelo último relatório da UTAO, que põe na margem de risco o cumprimento do défice para este ano, não tem grande acolhimento nas cúpulas políticas, quer à direita quer no PS. Se entre os responsáveis do anterior Governo a convicção é de que foi acautelado tudo o que era essencial para que o défice fique abaixo dos 3%, para os atuais a palavra de ordem é não mexer em nada que possa pôr esse objetivo em causa.

Leia mais na edição impressa do Expresso de 05/12/2015