Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Secretário de Estado saúda moção de rejeição do PSD e CDS

  • 333

RUI DUARTE SILVA

Pedro Nuno Santos, em declarações aos jornalistas, sublinha ainda que o Governo socialista “não tem qualquer problema de confiança”

Pedro Nuno Santos, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, saúda a moção de rejeição apresentada pela direita: “Será um momento importante” para reafirmar a maioria da esquerda, diz. Esta terça-feira, em declarações aos jornalistas, o socialista acrescentou também que o PS “não tem necessidade” de propor uma moção de confiança.

“O Governo não tem qualquer problema de confiança, não sente desconfiança e portanto não tem essa necessidade. O PSD e CDS têm a vontade e a necessidade de apresentar uma moção de rejeição, esse será um momento importante para reafirmamos a maioria que nós hoje temos no Parlamento”, referiu Pedro Nuno Santos.

Esta terça-feira, a comissão permanente dos sociais-democratas decidiu avançar com uma moção de rejeição ao programa do Governo do PS, numa iniciativa conjunta com o CDS e o seu líder.

Pesados prós e contras, a direita entendeu que, não havendo votação dos programas de Governo, a menos que surja uma moção de confiança ou de rejeição do mesmo, e sendo certo que Costa não avançará com moções de confiança nesta fase, não avançar com a de rejeição seria deixar o Governo passar como se nada fosse.

Portanto, esta quinta-feira, após o debate do programa de Governo de António Costa, as duas bancadas apresentarão uma moção de rejeição do mesmo.