Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Centeno apresentou-se em Bruxelas e saiu em silêncio

  • 333

JOÃO CARLOS SANTOS

Encontro com comissários europeus surge numa altura em que Bruxelas aguarda pelo plano orçamental de Portugal para 2016 e depois de a Comissão ter dito que queria ouvir Centeno “rapidamente”

O novo ministro das Finanças, Mário Centeno, teve esta terça-feira o seu primeiro encontro em Bruxelas com os comissários europeus responsáveis pelo Euro, Valdis Dombrovskis, e pelos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, abandonando a sede do executivo comunitário sem prestar declarações à imprensa.

A visita de Centeno à Comissão Europeia, que serviu fundamentalmente como um encontro de apresentação, segundo fontes comunitárias, teve lugar cinco dias após a tomada de posse do XXI Governo Constitucional, e numa altura em que Bruxelas aguarda ainda o plano orçamental de Portugal para 2016, que o anterior executivo decidiu não apresentar dentro do prazo definido no "semestre europeu" de coordenação de políticas económicas e orçamentais da UE (que estipula a data limite de 15 de outubro), em virtude das eleições legislativas de 4 de outubro.

No dia da tomada de posse do novo Governo, na passada quinta-feira, Moscovici indicara que a Comissão iria entrar em contacto com o novo titular da pasta das Finanças de Portugal "muito rapidamente", para conhecer as intenções do novo Governo. "Vamos entrar em contacto com o novo ministro das Finanças muito rapidamente, para saber quais são as suas intenções e as intenções do Governo relativamente ao respeito dos compromissos europeus de Portugal, que o primeiro-ministro António Costa confirmou [que pretende respeitar]. Vamos ver em que condições" o pretende fazer, declarou o comissário.

As partes decidiram não esperar pela reunião dos ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo) agendada para a próxima segunda-feira, tendo então o encontro tido lugar esta terça-feira à tarde no Berlaymont, na véspera da apresentação e discussão do programa de Governo do PS na Assembleia da República.