Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Garcia Pereira apresenta demissão do PCTP/MRPP

  • 333

RUI MINDERICO / LUSA

Advogado diz-se alvo de “permanentes ataques pessoais e imputações infamantes de toda a ordem, sem qualquer possibilidade de debate”

O advogado Garcia Pereira anunciou esta quarta-feira que apresentou a demissão do PCTP/MRPP, depois de ter sido suspenso do Comité Permanente do Comité Central, alegando ataques pessoais.

“Informo que, embora com uma enorme mágoa, mas também com a firme convicção de que a História não nos deixará de julgar a todos, me vi constrangido, como única alternativa com um mínimo de dignidade, a apresentar, no passado dia 18 de novembro, a minha demissão”, refere em comunicado.

Na mesma nota, Garcia Pereira justificou a decisão com os “permanentes ataques pessoais e imputações infamantes de toda a ordem, sem qualquer possibilidade de debate”, que estão a ser feitos contra si no jornal do partido na Internet.

No documento, Garcia Pereira sublinha que não vai prestar mais declarações ou informações sobre o assunto.

O PCTP/MRPP anunciou no passado dia 14 de outubro a suspensão de Luís Franco do cargo de secretário-geral do partido, juntamente com quatro elementos do Comité Permanente do Comité Central, por serem considerados os “principais responsáveis” pela derrota nas legislativas.

Nas eleições legislativas de 4 de outubro, o partido não alcançou os votos suficientes para eleger deputados.