Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

É inédito: Bloco e PCP na tomada de posse de um Governo PS

  • 333

Jerónimo não vai à tomada de posse de Costa, mas o PCP será representado por João Oliveira (à esquerda de Jerónimo na foto). Catarina Martins vai liderar a comitiva do Bloco, da qual farão também parte Pedro Filipe Soares (à direita de Catarina Martins na foto) e José Manuel Pureza

JOSÉ CARLOS CARVALHO

Catarina Martins chefia a comitiva do BE, enquanto o PCP envia apenas o líder parlamentar, João Oliveira. Bloquistas nunca haviam estado numa tomada de posse; o PCP só fizera na década de 70. Desta vez, ambos aceitaram o convite de Cavaco Silva

O Bloco de Esquerda estará representado ao mais alto nível na tomada de posse do Governo de António Costa, esta quinta-feira, às 16h. Além de Catarina Martins, a porta-voz nacional do BE, a comitiva integrará Pedro Filipe Soares, presidente do grupo parlamentar, e o deputado José Manuel Pureza, um dos vice-presidentes da Assembleia da República.

Ao contrário dos bloquistas, os comunistas não enviarão à cerimónia o seu o líder, Jerónimo de Sousa. O representante será João Oliveira, líder parlamentar e membro da comissão politica do comité central do PCP.

A opção do PCP por um único dirigente tem uma explicação simples, segundo fonte comunista: a Presidência da República apenas autoriza a entrada de uma pessoa de cada delegação na sala onde decorrerá a tomada de posse. Os restantos membros de cada comitiva terão de assistir à cerimónia num espaço contíguo do Palácio da Ajuda, através da televisão.

Depois das diferenças patentes nos processos negociais dos dois partidos com o PS, bem espelhadas nos documentos assinados bilateralmente ("distintos e assimétricos", como lhes chamou Cavaco Silva, na nota da Presidência da República em que foram dadas a conhecer as seis condições exigidas a António Costa), também na representação protocolar na tomada de posse do Governo comunistas e bloquistas exibem diferenças.

Ainda não será desta vez que Catarina Martins, Jerónimo de Sousa e António Costa estarão juntos na mesma sala. Os três líderes nunca estiveram debaixo do mesmo teto em algum momento das negociações.

Verdes em stand by

O Partido Ecologista Os Verdes (PEV) só esta quinta-feira decidirá sobre a presença na posse do XXI Governo Constitucional, segundo disse ao Expresso fonte do PEV.

O facto de a cerimónia coincidir com o plenário da Assembleia da República (durante o qual será discutido um diploma dos Verdes sobre procriação medicamente assistida) obriga a uma ginástica na agenda do partido, que só tem dois deputados em São Bento.