Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Um Governo muito Sampaio da Nóvoa

  • 333

José Coelho / Lusa

Cinco dos novos ministros já declararam apoio ao candidato presidencial. E mais governantes socialistas virão no apoio ao antigo reitor

Filipe Santos Costa

Filipe Santos Costa

Jornalista da secção Política

Augusto Santos Silva e José António Vieira da Silva, respetivamente novos ministros dos Negócios Estrangeiros e do Trabalho e Segurança Social, são membros da comissão política de Sampaio da Nóvoa. Mas não são os únicos membros do novo Conselho de Ministros que já têm um compromisso público com o candidato independente informalmente apoiado pelo PS. Outros três ministros já fizeram declarações em favor da candidatura do antigo reitor da Universidade de Lisboa: Capoulas Santos (agricultura), Adalberto Fernandes (saúde) e João Pedro Matos Fernandes (ambiente).

Além destes, pelo menos outros dois dirigentes do PS com lugar prometido no Governo já assumiram que farão campanha por Sampaio da Nóvoa: Graça Fonseca e Fernando Rocha Andrade, ambos apontados para secretarias de Estado da equipa de António Costa.

E ainda estamos no início, garantem do lado da candidatura de Sampaio da Nóvoa. Há mais governantes que acabarão por alinhar ao lado do candidato independente, que cada vez mais conta com o apoio informal e pouco escondido dos socialistas. Aliás, conforme o Expresso noticiou em primeira mão, Sampaio da Nóvoa só avançou com a sua candidatura depois de ter luz verde dos dois principais responsáveis do PS: o secretário-geral António Costa e o presidente do partido e agora líder parlamentar, Carlos César, um dos apoios mais sólidos do candidato presidencial.

Com a máquina partidária e, agora, diversos rostos do Governo a dar o aval socialista a Sampaio da Nóvoa, fica cada vez mais reduzido o espaço de Maria de Belém dentro o partido onde chegou a ter o cargo de presidente.

Outras peças fundamentais da nomenclatura costista estão com Sampaio da Nóvoa, como são os casos de Ana Catarina Mendes (que será secretária-geral-adjunta), Pedro Delgado Alves (que já assumiu funções de direção na campanha presidencial) e João Galamba (o porta-voz do PS é um dos economistas que esta terça-feira marcaram presença num almoço com o antigo reitor).