Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Sampaio da Nóvoa quer ser “o saca-rolhas” de Portugal

  • 333

José Carlos Carvalho

Inspirado num slogan de promoção de vinho verde, António Sampaio da Nóvoa diz, em entrevista ao Jornal de Negócios, querer ser “o presidente que puxa por Portugal”, como um “saca-rolhas”

O conhecimento e a inovação são "os cavalos" que António Sampaio da Nóvoa quer colocar "no asfalto" para dar potência ao país. "O país que eu quero é muito virado para o futuro (..) para promover a livre iniciativa das pessoas, das empresas, das instituições".

Numa entrevista cheia de metáforas, publicada esta segunda-feira no Jornal de Negócios, o candidato independente à Presidência da República inspira-se num slogan de promoção ao vinho verde para dizer que será "o saca-rolhas" das dinâmicas do país. "O Presidente tem que ter na cabeça o mapa do futuro e tem de ser capaz de promover, em cada momento, esse futuro que queremos ter".

O professor catedrático considera "inconstitucional" manter um governo de gestão e afirma que "é evidente que tem de prevalecer a lógica de maioria parlamentar. Por isso, não tem dúvidas de que se fosse Presidente "daria posse a um Governo com maioria parlamentar fosse ele qual fosse" e preservaria a estabilidade das instituições.

Convicto de que haverá segunda volta nas eleições presidenciais, Sampaio da Nóvoa diz acreditar que vai estar nessa segunda volta: "Portugal precisa que isso aconteça". E lembra contar com o apoio de ex-chefes de Estado, como Jorge Sampaio, Mário Soares e Ramalho Eanes.

Assumindo-se "um político sem amarras", não nega apoios partidários que possa vir a receber: "Todos os apoios são bem vindos".

Sobre os seus principais adversários na corrida a Belém é assertivo. Marcelo Rebelo de Sousa "é popular", mas "não é capaz de dizer com frontalidade o que pensa". Maria de Belém tem uma candidatura com "dificuldade em ganhar uma determinada lógica". Em relação a Marisa Matias mostra "grande simpatia". Considera Edgar Silva "uma pessoa de grande integridade". E aplaude Henrique Neto por se ter "apresentado com tempo, com ideias para o país".