Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Nóvoa sobre as seis condições de Cavaco: “Excessivas e nalguns casos despropositadas”

  • 333

José Coelho / Lusa

Candidato presidencial diz que "dificilmente podem ser dadas” as garantias que Cavaco exigiu a Costa para formar Governo. Presidente da República impôs seis condições ao secretário-geral do PS

O candidato à Presidência da República António Sampaio da Nóvoa afirmou esta segunda-feira que as exigências feitas por Cavaco Silva a António Costa enquadram-se numa "pré-indigitação" do líder socialista, embora algumas sejam "excessivas" e "despropositadas".

"Esta pré-indigitação do doutor António Costa, nas atuais circunstâncias políticas e na atual situação de maioria parlamentar, parece-me uma pré-indigitação normal e natural. Estas exigências parecem um pouco excessivas e, nalguns casos, até despropositadas. O exemplo mais típico é o da estabilidade do sistema financeiro, que é muito difícil concretizar neste momento, seja por quem for", afirmou Sampaio da Nóvoa.

Em declarações aos jornalistas na sua sede de candidatura, em Lisboa, Sampaio da Nóvoa argumentou ainda que se as garantias à exigências não forem dadas, e em alguns casos "dificilmente podem ser dadas", a solução "tem de voltar a ser a mesma, porque é evidente que na atual situação política não há outra solução que não seja a indigitação de um governo liderado pelo PS".

  • Cavaco impõe seis condições a António Costa

    PR encarregou Costa de formar Governo. Mas, ao mesmo tempo, entregou-lhe um documento onde solicita que o líder socialista clarifique “formalmente” 6 questões que os acordos à esquerda, no seu entender, não esclarecem