Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Carlos César pede decisão rápida a Cavaco

  • 333

O presidente do PS, Carlos César, defende que Cavaco Silva tem de "cumprir a regra de ouro da democracia que é indigitar António Costa"

marcos borga

O líder parlamentar e presidente do PS pede uma decisão rápida de Cavaco Silva no que respeita a constituição do Governo, afirmando que a demora “tem provocado desconforto”

O presidente do PS, Carlos César, afirmou esta quarta-feira que o "país não pode ficar em silêncio só porque o Presidente está a pensar". O também líder da bancada socialista declarou, em entrevista à TVI24, que a demora do chefe de Estado em tomar um parecer "tem provocado desconforto" e "alguma perplexidade da União Europeia".

"Há o direito de pressionar por respostas. O país não pode ficar em silêncio só porque o Presidente está a pensar", reforçou o ex-presidente do Governo dos Açores relativamente à necessidade de Cavaco Silva revelar a sua decisão sobre o próximo Governo.

Carlos César explica que o impasse político "não é bom para o país e que tem intranquilizado o povo português", sugerindo que a situação seja ultrapassada "com a maior rapidez possível".

Relativamente à reunião de Cavaco Silva, esta sexta-feira, com os partidos com assento parlamentar, Carlos César não descarta "a possibilidade" de haver no próprio dia o anúncio de uma decisão.

O presidente do PS defende ainda que Cavaco Silva tem de "cumprir a regra de ouro da democracia que é indigitar António Costa", sendo que é no partido socialista que existe uma alternativa estável de Governo, que segundo os acordos realizados (PS e BE, PCP e PEV) promete "garantias de governabilidade" e "consistência política".

Relativamente à coligação PSD/CDS, Carlos César assegurou não querer discutir as fragilidades do "anterior Governo, porque o Governo já foi. Prefiro salientar as expetativas deste novo Governo".