Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marcelo age como Presidente-sombra e também vai ouvir os parceiros sociais

  • 333

Marcos Borga

Candidato presidencial reúne-se esta tarde com a UGT e vai (como Cavaco Silva) ouvir todos os parceiros sociais. Sinais de um Marcelo Rebelo de Sousa apostado na negociação

Maria de Belém já tinha feito o mesmo - reuniu-se com todos os parceiros sociais. Mas Marcelo Rebelo de Sousa escolheu o day after da crise política instalada com o chumbo do Governo de direita para pedir uma audiência à UGT. Vai ser recebido pela direção da central sindical, esta quarta-feira, às 17h.

Marcelo justifica este encontro no âmbito de uma ronda de contactos que decidiu fazer com os parceiros sociais. E no final da reunião de hoje fará declarações à imprensa.

Na altura em que Cavaco Silva começa a ouvir partidos e parceiros para decidir se dá ou não posse a um Governo liderado por António Costa, o candidato presidencial do centro-direita entra em jogo.

Depois de ter dito que o país não pode andar em eleições de seis em seis meses - o que irritou profundamente alguns sectores do PSD e do CDS, que esperavam ouvi-lo dizer que convocaria eleições antecipadas caso chegue a Belém - Marcelo sinaliza acreditar na negociação. E coloca-se no papel de Presidente-sombra.