Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa espera que “ressabiamento nervoso” da direita passe em meses

  • 333

Marcos Borga

António Costa afirma, em entrevista à Visão, que um governo de gestão seria a “pior das soluções” para o país e que o acordo da esquerda garante as condições de estabilidade governativa

Numa entrevista à revista Visão, o secretário-geral do PS afirmou que tem condições para responder de imediato à apresentação do programa de Governo e dos membros do Executivo, caso seja empossado primeiro-ministro.

Reiterou ainda que um governo de gestão seria a “pior das soluções” para o país e que o compromisso entre o PS, BE, PCP e PEV garante as condições de estabilidade governativa.

“Há um grande consenso nacional de que um governo de gestão seria a pior das soluções para o País. Não há nenhum empresário que não diga que essa incerteza é a pior opção. E não há nenhum analista de mercados que não diga o mesmo”, declarou.

Reconheceu ainda que ainda que o entendimento de esquerda não permitiu para já a integração de membros de outros partidos num Governo socialista, não descartando, porém, essa hipótese no futuro.

“É um resultado que nos deixa confortáveis a todos e que não impede evoluções futuras que permitam consolidar e alargar o que construímos agora...”, sublinhou.

Sobre a coligação, Costa disse esperar que o “ressabiamento nervoso” passe em breve a fim de assumir uma “postura responsável.”

Confrontado com as declarações de Luís Montenegro, durante a discussão do programa do PSD/CDS, o líder socialista responde: “A melhor demonstração de que quem ganha por poucochinho pode poucochinho, foi precisamente o que aconteceu à PàF”.

Leia mais no site da revista Visão