Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Santana Lopes diz que Governo com o PCP traz memórias dos saneamentos

  • 333

Tiago Miranda

O ex-líder do PSD considera que acordo do PS, PCP e Bloco de Esquerda, para a formação de um Governo, traz às pessoas receios vindos dos tempos do pós-25 de Abril

Pedro Santana Lopes qualificou como “intensíssimo” o atual momento da política portuguesa, considerando que a queda do Governo PÀF e o acordo do PS, PCP e Bloco de Esquerda para um novo executivo de esquerda traz às pessoas receios vindos dos tempos do pós-25 de Abril.

“Não quer dizer que o PCP não seja outro (tipo de partido do existente no pós 25 de Abril) mas isto traz ao consciente das pessoas uma série de imagens e pensamentos muito fortes (…) O meu pai foi saneado (…) foram tempos muito duros e é a primeira vez que isto acontece e acontece de surpresa”, sem que o “PCP tivesse ganho as eleições, o que contribui para que haja uma série de pessoas chocadas”, afirmou esta terça-feira à noite na SIC Notícias.

Santana Lopes comparou mesmo que se está a passar com a fase dos filmes de ficção cientifica em que entra no território desconhecido da estratosfera.

O socialista António Vitorino também admitiu que se está a entrar em “águas desconhecidas” e disse que António Costa está a ser “arrojado” pelo modo como está a gerir o processo político.

Vitorino pensa que o PS é o partido que mais riscos está a correr, referindo não saber ainda se o PCP efetuou “uma inflexão” no seu habitual posicionamento tradicional de partido de protesto ou se se trata apenas de “um epifenómeno”.