Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos pergunta ao PS se deve enviar Orçamento para Bruxelas

  • 333

Luis Barra

Bruxelas exige receber o projeto de Orçamento de Estado, mas o primeiro-ministro insiste não estar em condições de o fazer

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

Pedro Passos Coelho perguntou esta segunda-feira ao Partido Socialista se entendia que o seu Governo devia enviar o projeto de orçamento de Estado a Bruxelas, tal como esta exige. Até agora, a posição do Governo tem sido a de não o fazer porque considerava que não estava em condições de o fazer.

O primeiro-ministro respondia assim à pergunta do deputado estreante Paulo Trigo Pereira, independente eleito pelas listas do PS em Setúbal, que o questionou igualmente por não ter atualizado a ratio da dívida pública, já que esta é, segundo afirmou, o principal indicador para mostrar a saúde das contas públicas.

Passos Coelho afirmou que esta correção já foi feita, mas não deixou de assinalar que o maior aumento da ratio da dívida havia sido entre 2005 e 2011 (quase 40%) e, em particular, nos últimos três anos do ciclo. Nos últimos quatro anos, o aumento foi de cerca de metade desse valor.

Já Abreu Amorim, pelo PSD, que também interveio, investiu diretamente contra António Costa, mostrando que o ataque direto ao líder do PS é uma das linhas de força da estratégia da coligação de direita.

Aproveitando uma ausência temporária do secretário-geral socialista, acusou-o de se "furtar ao debate", invetivando-o a "vir a jogo democrático". E concluiu: "é isso que estamos à espera".