Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos a postos para liderar oposição

  • 333

Luís Barra

“Assumo a responsabilidade de não colaborar e de me opor a uma política de ruína”. Passos Coelho disse-o esta tarde no Parlamento. A partir desta terça-feira, chumbado o seu programa, estará apto a liderar a oposição

Pedro Passos Coelho apresentou ao Parlamento o seu novo programa de Governo convicto de que rapidamente terá que trocar de papel: de líder do Governo para líder da oposição.

O primeiro-ministro antecipou claramente o que aí vem: ''Assumo a responsabilidade de não colaborar e de me opor a uma política de ruína de Portugal, em que os portugueses são vistos como meros instrumentos de jogadas políticas de poder''.

Passos disse rejeitar ''entrar num leilão para saber quem remove mais depressa a austeridade'', até porque, afirmou, ''na verdade a austeridade nunca foi uma questão de escolha, mas sim de necessidade''.

As indiretas que o primeiro-ministro foi enviando a António Costa no arranque do debate do programa do Governo ficaram sem resposta do próprio. O líder socialista escolheu fugir ao confronto direto com Passos Coelho e só fala terça-feira, no encerramento do debate.

Escapou, assim, de responder ao ataque que Passos lhe dirigiu a propósito da forma como Costa apeou António José Seguro. "Depois de quatro anos de oposição cheia de cedências ao facilitismo e ao irrealismo, depois de mudarem o líder do vosso partido por ter ganho por poucochinho nas eleições europeias e depois de procurarem mostrar todos os dias que a grande diferença estaria na amplitude do resultado maioritário que obteriam nas eleições legislativas, é quase penoso ver o exercício que estão fazendo", afirmou Pedro Passos.

A direita brindou-o com um longo aplauso. Costa não lhe respondeu.

  • Costa foge ao confronto direto com Passos

    António Costa escolheu a pose de Estado: só discursa no fim dos dois dias de debate do programa da direita. Não vai ao confronto direto com Passos Coelho. Papel de que encarregou meia dúzia de deputados do PS