Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Acordo político PS/PCP ainda anda “para trás e para a frente”

  • 333

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

A proposta de acordo político ontem enviada pela direcção do PCP para o Largo do Rato ainda não permitiu a conclusão das negociações. O texto anda “para trás e para a frente, até ser consensual e sólido, confirmaram várias fontes ao Expresso. Tudo terá que estar concluído até às reuniões do Comité Central do PCP e da Comissão Política do PS, agendados para amanhã

O texto base para um acordo político ontem enviado pelo PCP para o Partido Socialista - e noticiado no site oficial do PCP - ainda está a ser trabalhado pelas duas partes, alegadamente porque o teor terá sido considerado insuficiente pelo PS. Os três partidos envolvidos no processo negocial - PS, Bloco e PCP, bem como Os Verdes - temem que Cavaco Silva se recuse a dar posse a um governo minoritário do PS que não esteja suportado por um acordo politicamente robusto. E essa tem sido a principal dificuldade.

Fontes partidárias ligadas ao processo confirmaram esta manhã ao Expresso que nos últimos dias a proposta de acordo político PS/PCP tem “andado de trás para a frente” e que o desafio passa agora por encontrar um texto final que satisfaça as duas partes: “há ainda questões de terminologia, de clareza de texto que têm de ser fechados”, acrescentaram.

Nos últimos dias, a negociação tem “evoluído positivamente mas ainda não está no ponto em que deve estar”. Do lado socialista espera-se que o assunto fique fechado ainda hoje, para que no domingo possa ser aprovado no Comité Central dos comunistas, e depois António Costa faça o mesmo na Comissão Política do PS de amanhã à noite.

O Bloco de Esquerda tem estado menos presente nesta fase das negociações, já que o seu acordo técnico e político foi aprovado quinta-feira, mas está a ser permanentemente informado.