Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Miguel Morgado e Berta Cabral candidatos a vice-presidentes da bancada do PSD

  • 333

António Leitão Amaro, Sara Madruga da Costa, Sérgio Azevedo e Nuno Serra são os outros quatro novos vice-presidentes da lista de Luís Montenegro. Esta é a única lista concorrente às eleições de quinta-feira para a direção do Grupo Parlamentar dos sociais-democratas

Luís Montenegro recandidata-se a líder parlamentar do PSD com uma lista de 12 vice-presidentes, mais três do que a direção cessante, que inclui os deputados estreantes Miguel Morgado e Berta Cabral.

António Leitão Amaro, Sara Madruga da Costa, Sérgio Azevedo e Nuno Serra são os outros quatro novos vice-presidentes da lista de Luís Montenegro, à qual a Lusa teve acesso, e que é a única concorrente às eleições de quinta-feira para a direção do Grupo Parlamentar do PSD.

Mantêm-se vice-presidentes da bancada do PSD Hugo Soares, Carlos Abreu Amorim, Miguel Santos, Amadeu Albergaria, Adão Silva e Luís Leite Ramos. Dos restantes três vice-presidentes da direção cessante, António Rodrigues e Mónica Ferro deixaram de ser deputados, enquanto Pedro do Ó Ramos tomou posse na semana passada como secretário de Estado do Mar.

Assessor político do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, na anterior legislatura, e professor universitário, Miguel Morgado foi eleito deputado pela primeira vez nas legislativas de 04 de outubro, pelo círculo do Porto, onde foi o 13.º candidato da coligação Portugal à Frente (PSD/CDS-PP).

A ex-secretária de Estado da Defesa Nacional Berta Cabral é também deputada pela primeira vez, eleita pelos Açores, onde foi cabeça de lista. Foi presidente do PSD dos Açores e presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada.

Luís Montenegro propõe que o Grupo Parlamentar do PSD volte a ter só dois secretários, em vez dos quatro da sua anterior equipa: Ângela Guerra e Pedro Pimpão, que já ocupavam esse cargo. Na anterior legislatura, eram também secretários da direção parlamentar social-democrata Nuno Encarnação e Luís Pedro Pimentel.

A lista proposta por Luís Montenegro inclui um quinto de mulheres. São três, num total de 15 elementos, incluindo o candidato a presidente do grupo parlamentar. Na anterior direção, havia também três mulheres, até à demissão da vice-presidente Teresa Leal Coelho, em janeiro de 2014.